Anuncie aqui 1

As influências que os mangás shounen tiveram sobre BL - e vice-versa

Por arisusagi em 26/10/2021 às 18:10:30

De certa forma, parece haver uma "rivalidade" entre o shounen e o BL, principalmente entre os fãs pela internet. Acho que qualquer um já deve estar acostumado a ver alguns fãs de obras shounen revoltados ao se deparar com algum ship BL, não é?

E, ao mesmo tempo, também não é segredo para ninguém que o fandom shounen e o BL se misturam bastante, com vários fujins/fudanshis/fujoshis entrando para o mundo do Boys Love através desses ships vindo de obras shounen mainstream.

Com esse post, eu queria fazer uma lista de curiosidades mostrando quando obras BL tiveram influência direta de obras shounen, e vice-versa. Para fins de praticidade, jogarei Shounen e Seinen no mesmo balaio, já que são demografias voltadas para o público masculino.

Doujinshi

Kizuato BtoE, Doujinshi IwaOi da Natsuki Kizu

Começando pelo mais óbvio, que é o fato de que diversas autoras de BL publicavam doujinshis de mangás shounen antes de começarem nas revistas Boys Love (e algumas ainda publicam até hoje).

Entre os casos mais conhecidos, podemos citar Natsuki Kizu, autora de Given, que publicou doujinshis BL de ships de diversos animes shounen populares como Haikyuu!!, Kuroko no Basket e Shingeki no Kyojin.

Eiki Eiki e Zaou Taishi, autoras de Love Stage!! também já publicaram muitos doujinshis, inclusive doujinshis BL de Full Metal Alchemist, Dragon Ball, Katekyo Hitman Reborn e Yu Yu Hakusho.

Search "captain tsubasa" - mpark
Charisma, Doujinshi de Captain Tsubasa da Minami Ozaki

Uma obra influente para BL foi o mangá shoujo Zetsuai, escrito por Minami Ozaki em 1989. O mangá começou como um spin-off de um doujin de Captain Tsubasa (conhecido aqui no Brasil como Super Campeões), do ship Koujirou Hyuuga e Ken Wakashimazu. Zetsuai foi compilado em 5 volumes entre 1989 e 1990, e em 1992 a autora retomou a história e Bronze, que por sua vez teve 14 volumes. A obra também ganhou adaptações animadas e no formato de light novel.

Influências e inspirações

Kentaro Miura, falecido autor do famosíssimo Seinen Berserk, falou em uma entrevista sobre as influências que mangás Shoujo tiveram em sua obra, citando inclusive Kaze to Ki no Uta, um dos pioneiros do Boys Love. Como fã de mangás Shoujo, Miura conta que decidiu desviar da "rota Fist of the North Star" enquanto escrevia o arco Golden Age do mangá, decidindo então focar mais nas relações e emoções humanas, tendo como inspiração Rosa de Versalhes, mangá de Riyoko Ikeda, e Kaze to Ki no Uta, de Keiko Takemiya. Particularmente, não tenho familiaridade nenhuma com Berserk, portanto acho curioso Miura citar esses dois mangás como influência da obra, já que shoujo dos anos 70 e Berserk parecem completamente opostos se julgar apenas pela estética.

Yu Yu Hakusho 4ever — Rurouni Kenshin, Parodies, Inspirations, Togashi...
Skunky e Hiei

Yoshihiro Togashi, autor de Hunter x Hunter e Yu Yu Hakusho foi outro que se inspirou em um BL pioneiro, mas dessa vez foi para o design de um personagem específico. No doujinshi Yoshirin de Pon!, que foi escrito e distribuído por Togashi na Comiket de 1994, o autor comenta rapidamente sobre o fato de muitos acharem o Hiei, de Yu Yu Hakusho, parecido com o Vegeta, de Dragon Ball Z. Ele diz que, na realidade, baseou a aparência do personagem em Skunky, um personagem de Patalliro. Digo que foi só aparência por saber que os dois personagens não têm muitas semelhanças entre si além do cabelo preto e branco.

Recomendação

Yuki to Matsu da Takahashi Hidebu

O segundo volume de Yuki to Matsu, BL escrito por Takahashi Hidebu, foi à venda no Japão com um obi (faixinha de papel posta ao redor da capa) contendo a recomendação de Satoru Noda, autor do mangá Golden Kamuy. Noda se anima na recomendação do mangá, dizendo

" Ver o Sensei e o Yuki arrumando desculpas para ficarem juntos… Droga, tive uma ereção."

Stigmata

Stigmata – Aikon, da Takahashi Hidebu

E por falar em Takahashi Hidebu, ela é uma mangaká que começou escrevendo Seinen e depois passou para BL. Inclusive, um de seus mangás recentes, Stigmata, começou sendo publicado como Seinen, e depois passou para uma revista BL. Os primeiros capítulos do mangá saíram na Grand Jump Premium da editora Shueisha, com o nome Stigmata – Seikon no Sousa – (Stigmata – Investigação do Estigma-). Depois, o mangá passou a ser publicado na revista .Bloom da editora Homesha, com o título Stigmata – Aikon – (Stigmata – Marca de Amor – ).

Sei que existem várias outras dessas conexões entre shounen e BL por aí, essas são só as que consigo me lembrar no momento. De qualquer forma, é engraçado ver como os próprios autores dos mangás shounen não possuem o preconceito que muitos dos fãs de suas obras têm, não é?

Fontes:
Mangaupdates – Natsuki Kizu, Eiki Eiki e Zaou Taishi
Desire in Subtext: Gender, Fandom, and Women"s Male-Male Homoerotic Parodies in Contemporary Japan
Berserk Wiki – Interviews
Yoshirin de Pon! – Tradução por Brickme
Kamuy Central – Noda Sensei endorses BL work "Yuki to Matsu"

Fonte: Blyme Yaoi

Comunicar erro
Anuncie aqui 2

Comentários

Anuncie aqui 3