Anuncie aqui 1

Partido Comunista do Japão explicou mais sobre suas intenções de regularizar mangás e animes

Por Fernando Ribeiro em 24/10/2021 às 13:07:29
Animes
©Anime

A plataforma japonesa ABEMA Prime realizou um debate antes das Eleições Gerais de 2021 no Japão, que serão realizadas em 31 de outubro e onde as 465 cadeiras da Câmara dos Representantes, que é a Câmara Baixa do Parlamento Japonês, serão selecionadas. É nessas eleições que cada partido buscará a maioria absoluta, e o Partido Comunista do Japão, que atualmente se tornou viral por suas intenções de "regularizar" a indústria de mangá e anime, enviou Yoshiko Kira para explicar melhor esta polêmica mensagem. O artigo escreve:

“Além disso, Ayaka Ikezawa, uma personalidade da televisão e engenheira de software, perguntou se havia alguma contradição nas alegações do Partido Comunista do Japão, que foi criticado nos últimos dias na questão da liberdade de expressão e controle da pornografia infantil. Kira respondeu: “Não há contradição. O que dizemos na parte da política de gênero é que nunca iremos tolerar a violência sexual contra crianças ”.

“Kira continuou:“ A pornografia infantil também é inaceitável porque é violência sexual contra crianças. No entanto, o uso do termo “pornografia infantil” como meio de regular a expressão é explicitamente rejeitado. Temos que defender a liberdade de expressão e não estamos dizendo que, se eliminarmos a pornografia infantil, também eliminaremos a violência sexual contra crianças.”

“Ele acrescentou:" Como resolver este problema deve ser objeto de debate nacional, incluindo os criadores. Especificamente, acho que existe um método de zoneamento que coloca essa indústria em um lugar invisível para as crianças e o público em geral, mas se podemos concordar que "esse tipo de expressão é muito ruim" e "não é lucrativo", então eu acho os criadores serão convencidos a parar de fazer isso ”

O Partido Comunista do Japão se tornou viral esta semana após uma atualização sobre os alvos listados em seu site oficial, acrescentando trechos como: “Embora a lei atual não regule a chamada "pornografia infantil inexistente", como mangá, anime e games, o Japão foi internacionalmente nomeado como um dos principais produtores de mangá, anime, infográficos, vídeos e jogos online que retratam pornografia infantil extremamente violenta. espalhar a falsa noção social de que é normal usar crianças como objetos e saídas para o desejo sexual e violência, mesmo que ninguém esteja prejudicando crianças reais ou vivas.”

Ressalte-se que atualmente o Partido Comunista do Japão ocupa doze cadeiras na Câmara dos Representantes e treze na Câmara dos Vereadores, representando 2,58% e 5,30% de ambas as casas, respectivamente. As eleições gerais serão no dia 31 de outubro.

Fonte:Aqui!

Comunicar erro
Anuncie aqui 2

Comentários

Anuncie aqui 3