Anuncie aqui 1

Primeiras Impressões - Yuuki Yuuna wa Yuusha de Aru: Dai Mankai no Shou

Por Fernando Ribeiro em 01/10/2021 às 21:51:28
Yuuki Yuuna wa Yuusha de Aru: Dai Mankai no Shou
© Yuuki Yuuna wa Yuusha de Aru: Dai Mankai no Shou

Ficha Técnica – Yuuki Yuuna wa Yuusha de Aru: Dai Mankai no Shou

Gênero: Drama, Fantasia, slice-of-life

Estúdio: Studio Gokumi

Origem: Original

Data de estreia: 2 de outubro (Japão)

Hello pessoal!! É isso aí, a temporada de outono de 2021 já está “bombando”, e com ela teremos várias continuações. Só que dessa vez iremos falar mais especificamente sobre o anime shoujo, Yuuki Yuuna wa Yuusha de Aru: Dai Mankai no Shou. Então bora lá começar do começo e relembrar um pouco sobre o que foi visto (em resumo) até agora na série:

1) Produção:

O estúdio por trás de Dai Mankai no Shou é o Gokumi, responsável por nomes (principalmente de gênero romance, comédia, ecchi) como Shuumatsu no Harem, Murenase! Seton Gakuen, Kiniro Mosaic, Kono Naka ni Hitori, Imouto ga Iru!, Tsurezure Children.

2) História:

Ok, sintam-se à vontade para me zoar, sem problemas, sério!! Mas, SIM apesar de tudo sou fã de ALGUNS mahou shoujo (Sakura e Madoka por exemplo são realmente encantadores)… e não tenho vergonha de admitir isso.

A verdade é que de início, Yuki Yuna parecia simplesmente mais um slice-of-life, um Clube de Heroínas com ambiente escolar, porém… vai muito além.

Certamente, este é um baita anime. Apesar de dispor de um enredo mediano, YuYuYu é um dos títulos mais bonitos que eu já tive o prazer de acompanhar em termos de colorização (principalmente nas cenas de ação), visuais, design. Sem dúvidas é um dos melhores dentro do gênero. Envolvente, divertido e até muitas vezes sentimental.

Bom, em resumo Yuki Yuna gira em torno de um quinteto de garotas, as quais juntas formam a Hero Club, um clube que tem como objetivo num primeiro momento ajudar as pessoas, principalmente através do trabalho comunitário. Logo após suas apresentações, nos aprofundamos um pouco também nas vidas diárias das personagens, nas adversidades reais enquanto elas tentam encontrar donos para gatinhos, atualizar o site delas ou pensar no que fazer quanto ao festival cultural. Tudo para, porém, quando elas recebem uma mensagem aleatória em seus telefones. “Somos nós”. Os membros da Hero Club foram selecionadas para combaterem os chamados Vertex – inimigos da humanidade que desejam destruir o mundo – para proteger Shinju-sama (Árvore Divina).

Um diferencial de Yuki Yuna, cabe destacar, é uma das personagens, Togo, que é cadeirante “devido a um acidente antes da quinta série, perdendo o movimento das pernas”. Ela é doce e, ao mesmo tempo frágil, emocionalmente reprimida, a qual necessita de um cuidado e atenção maiores. Em tempos que se fala tanto em inclusão, o autor não só sabe explorar o tema como também nos faz criar afeto pela personagem. Apesar de tudo, quando Togo se transforma, presenciamos um contraste de personalidade, uma personagem forte e poderosa, capaz inclusive de salvar a vida de suas companheiras.

Aliás, outro ponto interessante que acho válido destacar aqui também é o senso de coletividade (típico em vários animes) e cooperação que a obra desperta em detrimento com a frustração da derrota e o sentimento latente de medo da morte entre as personagens.

Por outro lado, como basicamente 6 dos 12 primeiros episódios da primeira temporada giraram em torno dos Vertex, o plano de fundo não se altera nas cenas de ação, então de início a obra acabou tornando-se um pouco previsível, com um cenário bonito porém cansativo.

3) Personagens:

Começamos pela nossa protagonista, Yuuna “Yuyu” Yuuki, “uma estudante do segundo ano do ensino médio e membro da Hero Club. Ela se orgulha de ser uma heroína, ajudando os outros nas necessidades e sempre se mantendo otimista.”

Mimori “Sumi Washio, Wasshii” Tougou: “É a melhor amiga de Yuuna, colega de classe e membro do clube que mora ao lado dela e frequentemente prefere ser chamada pelo nome de sua família. Mimori se orgulha de sua herança nacional e está sempre pronta para defender seu país e proteger seu povo. Ela havia perdido o uso das pernas, junto com algumas de suas memórias, supostamente devido a um acidente de carro.”

Itsuki Inubouzaki: Nossa caçulinha, uma estudante do primeiro ano do ensino médio e membro da Hero Club. Ela é a irmã mais nova de Fuu e a respeita muito.”

Fuu Inubouzaki: A “molecona” do grupo e ao mesmo tempo a mais madura. Uma estudante do terceiro ano do ensino médio e presidente da Hero Club. Ela é a irmã mais velha de Itsuki, de quem ela está cuidando após a morte de seus pais.”

Karin Miyoshi:Uma heroína experiente, mas um tanto teimosa, que se transfere para a classe de Yuuna e Mimori e se junta à Hero Club para supervisionar as outras heroínas.”

Sonoko Nogi: “Colega de classe de Sumi e Gin. Ela usa uma grande lança em sua forma de heroína que também pode ser usada como escudo. Ela é gentil e atenciosa, mas parece estar sempre com a cabeça nas nuvens. Na realidade, apesar de sua preguiça e leveza, ela é muito inteligente e tem um talento natural tanto como heroína quanto como líder, superando Sumi.”

4) Sobre o Primeiro Episódio:

Carregando o título de Joyous Youth, o episódio 1 começa “com tudo logo de cara” com a nova banda da escola formada pelas garotas, a Yusyabu. É bem nítido que o autor nesse ponto deu uma acelerada nos diálogos, deixou o anime bem mais corrido, acrescentou uma boa dose de comédia para dar um entusiasmo.

Aliás, vimos um período bem movimentado de curtição, descontração das meninas, nada mais que merecido… UM TEMPINHO DE FOLGA. Tivemos mais uma visita ao karaokê, com destaque para a mesa cheia de “comidinhas” de novo, ainda não satisfeitas (mesmo após se divertirem bastante cantando), o quinteto parte pro paintball, vai acampar, e por fim visitam a popular praia de Kagawa.

Várias fotos foram tiradas e postadas no blog assim que elas chegam de volta à escola. Isso serviu de impulsionamento, e agora o site está lotado de solicitação de pessoas com gatos e cachorros necessitando de um dono.

No final das contas o passeio foi bem bacana e desgastante mas, acima de tudo o importante é que Togo e Yuuna continuam sendo melhores amigas.

Porém, o que as meninas não esperavam era mais um pedido de socorro. Elas deverão novamente juntar forças e combater o que precisar para salvar o mundo. Será que as mesmas serão capazes??

Yuuki Yuuna wa Yuusha de Aru: Dai Mankai no Shou
© Yuuki Yuuna wa Yuusha de Aru: Dai Mankai no Shou

Sinopse:

“Em sua vida cotidiana, Yuuna Yuuki é uma heroína. Como prova, ela está na Hero Club de sua escola secundária, onde faz o possível para ajudar os outros e trazer um sorriso ao rosto de todos.

Mas Yuuna, sempre pronta para qualquer tarefa, está prestes a se tornar uma heroína ainda maior. Forças destrutivas misteriosas chamadas Vertex começam a ameaçar o mundo que ela ama, e a Hero Club é convocada por um estranho aplicativo de telefone para salvá-lo. Junto com sua melhor amiga Mimori Tougou, bem como as irmãs Fuu e Itsuki Inubouzaki, eles devem se transformar em mahou shoujo para lutar contra os Vertex.

Entre estudar e fazer shows para crianças, Yuuna e a Hero Club devem lutar pela existência de seu mundo e enfrentar as duras verdades por trás de seus próprios poderes, enquanto descobrem o que realmente significa ser uma heroína.”

 Yuuki Yuuna wa Yuusha de Aru: Dai Mankai no Shou
© Yuuki Yuuna wa Yuusha de Aru: Dai Mankai no Shou

Expectativas:

Embora esta terceira temporada de YuYuYu não ter surtido muitos comentários… dispondo de um hype bem fraco, acredito que este primeiro episódio vai surpreender muita gente, assim como aconteceu comigo. A única diferença que reparei mesmo foi positiva e justamente o que comentei anteriormente, essa variação de cenário, se tornando algo bem mais agitado e divertido em comparação ao começo da série por exemplo. Algo que pode contribuir ao mesmo tempo para aumentar o número de espectadores é a (quase certeza absoluta) de mais ação com novos combates, elementos e inimigos.

Nota: 5,0/5,0

Comunicar erro
Anuncie aqui 2

Comentários

Anuncie aqui 3